Você está aqui: Início > Media > Comunicados > Galp e ANEFA plantaram 7.500 árvores na serra do Açor
     
  fechar
partilhar
 
fechar
 

Galp e ANEFA plantaram 7.500 árvores na serra do Açor 

  • 23 Nov 2017
  • Institucional
 

• Cerca de 600 voluntários plantaram hoje 7.500 árvores numa área superior a oito hectares
• Ação de reflorestação excedeu as expetativas iniciais que previam a plantação de 5.600 árvores em sete hectares
• Ação implementada em tempo recorde

As primeiras 7.500 árvores do movimento Terra de Esperança, resultado da parceria estabelecida en-tre a ANEFA e a Galp, foram hoje plantadas em mais de oito hectares da serra do Açor, numa iniciativa que ultrapassou largamente as expetativas iniciais.
Cerca de 600 voluntários – entre colaboradores das duas entidades, parceiros e famílias provenientes de norte a sul do país – colocaram no terreno mais 2.000 carvalhos e castanheiros e reflorestaram um hectare para além do inicialmente previsto numa das zonas mais afetadas pelos incêndios do último verão.
Esta ação de voluntariado ambiental, a maior alguma vez realizada em Portugal, teve lugar no dia da floresta autóctone.
A operação, realizada apenas cinco semanas após a última vaga de incêndios, só foi possível com o empenho das entidades locais, da ANEFA-Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente e da Galp. Foi assim dado o primeiro passo num movimento para o qual todos os portugue-ses estão convocados, que irá permitir a plantação de um total de 500 mil árvores doadas pela Galp à ANEFA.
Além da doação das árvores, a Galp desenvolveu uma plataforma digital que permitirá à ANEFA agilizar novas ações de voluntariado que ajudem as zonas que arderam nos dois últimos anos a virarem a página.
“Ficámos muito felizes pela onda de entusiasmo motivada por esta iniciativa”, afirma Joana Garoupa, diretora de Comunicação da Galp. “Procurámos responder à nossa responsabilidade enquanto empre-sa, mas também dar a oportunidade aos nossos colaboradores e parceiros de demonstrar a sua soli-dariedade para com as populações afetadas pela calamidade do último verão”.
“Em boa hora a Galp se associa a esta iniciativa de reflorestar Portugal, trazendo-lhe uma dinâmica, um impacto e um alcance que de outra forma não seria possível alcançar,” afirma José Gomes Aires, diretor da ANEFA. “Esperamos que esta iniciativa seja percussora de um movimento de mobilização da sociedade civil à escala nacional.”
O Terra de Esperança está disponível para todos os que queiram participar. Basta aceder a www.terradeesperanca.pt e inscrever-se como voluntário. Será posteriormente contactado para parti-cipar numa ação de plantação na zona que indicar.

Para além do Terra de Esperança, a Galp, através dos seus distribuidores locais, está a desenvolver uma iniciativa com 17 Municípios – Arganil, Carregal do Sal, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Nelas, Oliveira de Frades, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Pedrogão Grande, Penacova, Pinhel, Santa Comba Dão, Seia, Tábua, Tondela, Sever do Vouga, Vouzela – assegurando a colocação de uma árvore de Natal nas praças destas cidades, homenageando de forma simbólica todas as vítimas deste verão e levando uma luz de esperança nesta época natalícia.

 

Consulte algumas fotografias da ação:

Fotografia 1

Fotografia 2

Fotografia 3

Fotografia 4

Fotografia 5

Créditos Banco Digital da Galp

 

Sobre a ANEFA
A ANEFA foi constituída em junho de 1989, então com a designação de Associação Nacional de Em-preiteiros Florestais e Agrícolas, aglutinando micro e pequenas empresas de prestação de serviços, quer em nome individual quer coletivo. Nesta primeira fase, assumiam particular destaque as empre-sas de empreiteiros e de alugadores de máquinas sobretudo ligadas às operações de arborização e construção e beneficiação de infraestruturas agrárias. A ANEFA representa um universo de micro, pe-quenas e médias empresas de serviços, com um volume de emprego correspondente a cerca de 9.000 postos de trabalho permanente e um volume de negócios anual superior a 500 milhões de eu-ros.


Sobre a Galp
A Galp é uma empresa de energia de base portuguesa, de capital aberto com presença internacional. As nossas atividades abrangem todas as fases da cadeia de valor do setor energético, da prospeção e extração de petróleo e gás natural, a partir de reservatórios situados quilómetros abaixo da superfície marítima, até ao desenvolvimento de soluções energéticas eficientes e ambientalmente sustentáveis para os nossos clientes – sejam grandes indústrias que procuram aumentar a sua competitividade, ou consumidores individuais que buscam as soluções mais flexíveis para as suas casas e necessidades de mobilidade. Contribuímos ainda para o desenvolvimento económico dos 11 países em que operamos e para o progresso social das comunidades que nos acolhem. A Galp emprega 6.475 pessoas.

« voltar