Você está aqui: Início > Media > Como a Galp Energia está a extrair petróleo do fundo do mar
     
  fechar
partilhar
 
fechar
 

Como a Galp Energia está a extrair petróleo do fundo do mar 
 

A nova Cidade de Paraty foi em tempos um petroleiro. Hoje é um sofisticado centro flutuante de prodrução de petróleo e gás natural que começou a operar em Junho 2013, 300 Km ao largo do Rio de Janeiro.  

É o segundo destes navios ao serviço da Galp Energia no Brasil. Em 2017 serão 12.

Perceba como funcionam

O que são?

As FPSO (Flooting Production, Storage and Offlooding) são unidades offshare que produzem, armazenam e distribuiem o petróleo e o gás extraídos do fundo do mar. Estão ligados a vários poços subaquáticos que extraem os hidrocarbonetos (petróleo e gás) e os enviam através de condutas até ao navio/FPSO, onde são depois processados.

O que produzem?

A FPSO Cidade de Paraty produz petróleo leve, extraindo até 120mil barris/dia, mas tem capacidade para processar ainda cinco milhões de metros cúbicos de gás/dia.O óleo é transportado para clientes finais em todo o mundo por petroleiros, enquanto o gás é escoado pelo gasoduto Lula-Mexilhão, numa extensão total de cerca de 400 Km.O seu destino é o mercado brasileiro.

Conheça a operação do FPSO - Cidade de Paraty (clique para aumentar a imagem)

FPSO - Cidade de Paraty (clique para aumentar a imagem)
 
= igual a