Você está aqui: Início > Sustentabilidade > Proteção das pessoas, ambiente e ativos > Proteção de Pessoas, Ambiente e Ativos
     
  fechar
partilhar
 
fechar
 

Proteção de Pessoas, Ambiente e Ativos  
Seguranca, Saúde, Ambiente e Qualidade 

Proteção do Ambiente, Pessoas e Ativos

Na Galp temos o compromisso de garantir a proteção das pessoas, do ambiente e dos ativos.

Assumimos o objetivo de melhorar o nosso desempenho de segurança, saúde e ambiente, reduzindo o impacto negativo e maximizando o impacto positivo das nossas atividades. Temos de o fazer pelas nossas pessoas, pelos nossos ativos e pelos nossos stakeholders, que nos concedem a licença para operar e de cuja confiança necessitamos.


 

  •  Investimento nas melhores práticas disponíveis em matéria de segurança e ambiente – € 150m em 2017-2021.
  •  100% de major sites certificados pela ISO 14001 e OSHAS 18001.
  •  Promover a ecoeficiência, reduzindo o consumo e emissões. Definimos objetivos e metas para as áreas com maior materialidade.

 

 Metas 2017

Refinaria de Matosinhos

Refinaria  deSines
Emissões de NOx normalizadas por carga tratada ou processada (g/ton) 90,0  94,0 
Emissões de SO2 normalizadas por carga tratada ou processada (g/ton) 30  460 
Emissões de partículas normalizadas por carga tratada ou processada (g/ton) 10,0 15,0
Consumo total de água normalizado por carga tratada ou processada (m3/ton) 0,51 0,60

 

 

  •  Atingir a meta de zero acidentes pessoais, materiais e ambientais com impacte significativo.

  Meta 2017  

 IFA Galp  (Índice de Frequência de Acidentes Mortais e com Baixa)

0,6

 

 

  •  Garantir a avaliação em 100% das instalações dos riscos de biodiversidade e hídricos.

 

 

 

 

Veja o que já fizemos e o que nos propomos a fazer:

     

    •  Asseguramos a comunicação transparente e responsável do nosso desempenho SSA e publicamos os principais objetivos e metas que lhes estão associados.

     

    •   Monitorizamos e avaliamos o retorno dos investimentos ambientais, despesas, custos evitados e poupanças obtidas.

     

    •   Divulgamos publicamente os resultados dos principais estudos de impactes ambientais e sociais (EIA/SIA) realizados.

     

    •   Promovemos uma cultura de segurança assente nos valores Galp e no exemplo da liderança.

     

    •   Criámos um sistema de gestão de risco SSA (Sistema G+), focado na garantia do cumprimento dos requisitos de operação e na prevenção de acidentes graves.

     

    •   Dispomos de programas de prevenção e investigação de incidentes, promovendo o reporte dos quase acidentes e a disseminação das lições aprendidas.

     

    •  Realizamos campanhas, ações de sensibilização e prevenção de doenças e epidemias em áreas geográficas de risco (e.g. vírus ébola, dengue, malária, VIH, tuberculose), com impacto nos nossos colaboradores e comunidades envolventes.
  •  Promover, na ótica da geração de valor sustentável, a crescente integração de requisitos de gestão SSA, sociais e security ao longo do ciclo de vida das operações e ativos.

 

  •  Promover ativamente a incorporação dos princípios da ecoeficiencia e economia circular nos nossos modelos de negócio, junto dos nossos clientes, parceiros e comunidade.

 

  •  Participar no projeto do BCSD - “Economia Circular e Simbioses Industriais em Portugal”.

 

  •  Realizar um novo diagnóstico sobre a cultura de segurança do grupo Galp, definindo planos de atuação adaptados aos diferentes segmentos de negócio e áreas geográficas.

 

  •  Desenvolver programas para a gestão dos fatores humanos

 

  •  Desenvolver programas wellness e wellbeing e ações de promoção da saúde dos nossos colaboradores e com  impacto positivo nas comunidades envolventes, de acordo com o contexto e áreas geográficas.

 

  •  Continuar a implementar planos de vigilância de saúde para prevenção e minimização dos riscos e doenças com origem no trabalho.
3. Inovação, investigação e desenvolvimento e promoção de tecnologias eficientes

Objetivos Estratégicos > Linhas de Orientação

  • Assegurar que a estratégia de inovação e investigação inclui áreas de atuação relacionadas com as alterações climáticas.
  • A companhar as tecnologias emergentes e compreender o impacto no negócio e nos diferentes mercados.
  • Promover a investigação e maximizar a produção de biocombustíveis.
  • Promover a investigação, desenvolvimento e implementação de serviços e soluções inovadoras, visando a melhoria da eficiência energética nas operações, nos clientes e parceiros.

Medidas

  • Alocar ao plano estratégico de I&D para as atividades de E&P no Brasil um budget específico para o desenvolvimento de projetos relacionados com a eficiência energética e com a mitigação das emissões de gases com efeito de estufa (GEE).
  • Acréscimo anual de 5% de clientes com acesso a ofertas de eficiência energética (green customers) face ao ano anterior.
  • Estabelecer parcerias com a comunidade científica e tecnológica nacional e internacional para a realização de projetos específicos de eficiência energética e mitigação das emissões de GEE, nomeadamente:
    – programa Galp 20-20-20;
    – formação avançada (doutoramentos) aos colaboradores da Galp Energia;
    – em áreas específicas relacionadas com a eficiência energética e mitigação de emissões.
  • Através da implementação do programa Galp 20-20-20, atingir uma redução de 10% a 15% do consumo de energia (relativamente ao baseline antes do projeto).
  • Produzir matérias-primas para biocombustíveis, nomeadamente óleo de palma (Brasil – projeto Belém).
  • Produzir biodiesel:
    – a partir de matérias-primas residuais não-alimentares (Portugal – projeto Enerfuel);
    – de segunda geração através da tecnologia de coprocessamento de óleo vegetal hidrotratado (HVO) (Portugal – Refinaria de Sines).
  • Atingir, em 2020, os 10% de substituição por fontes de energia renovável (FER) nos combustíveis para os transportes rodoviários, garantindo um mínimo de 60% de redução das emissões de GEE no ciclo de vida.
4. Antecipação de tendências e expectativas de stakeholders no âmbito da energia e clima

Objetivos Estratégicos > Linhas de Orientação

  • Assegurar a inclusão do tema “alterações climáticas” no processo de envolvimento e acompanhamento das expectativas dos stakeholders relevantes.
  • Antecipar o impacto das tendências do sector e criar uma participação ativa em processos de decisão política, no âmbito das alterações climáticas.
  • Monitorizar e comunicar a pegada de carbono da Galp Energia e promover a adoção de práticas que minimizem as respetivas emissões.

Medidas

  • Participar em grupos de trabalho e discussão de novas normas/regulamentos/leis para antecipar tendências e assegurar o cumprimento de todas as novas exigências legais [por exemplo, CONCAWE (ADH – Marine Fuels; ADH – Aviation Fuels), Europia, APETRO, Comissão Sectorial de Normalização para GN no sector dos transportes, etc.].
  • Realizar análise de materialidade das categorias a incluir na pegada de carbono (incluindo âmbito 3 – upstream e downstream).


Atualizado em: 20 Fev 2017

Ação Galp Energia

+ informação »

 

 

Indicadores de Sustentabilidade

 

Consulte os nossos relatórios

 
= igual a