Você está aqui: Início > Sustentabilidade > Energia e Clima > Energia e Clima
     
  fechar
partilhar
 
fechar
 

Energia e Clima  
Energia e Clima 

Energia e Clima

Contribuímos para a satisfação das necessidades energéticas futuras e minimizamos  a intensidade carbónica da nossa atividade.

Assumimos este compromisso para orientar o nosso caminho e enfrentar os assuntos de sustentabilidade identificados como materiais.

 

Os nossos compromissos são aprovados pela gestão e compreendidos em toda a Empresa, refletindo a nossa responsabilidade e convicção no tratamento destes temas.

Devemos continuar a interpretar o contexto em que o nosso sector se afirma na satisfação das necessidades energéticas do futuro, entregando energia de forma socialmente justa e responsável, mas reconhecendo igualmente o imperativo de reduzir a intensidade carbónica das nossas atividades e produtos.

 

Veja o que já fizemos e o que nos propomos a fazer:

 

 

  • Implementámos políticas corporativas: alterações climáticas; energia das refinarias.

 

  • Implementámos a estratégia para as alterações climáticas.

 

  • Monitorizamos a nossa pegada de carbono e implementamos e monitorizamos KPI de energia.

 

  • Participamos no projeto do CDP – Driving Sustainable Economies, tendo em 2015 alcançado a lista “A” e mantido a pontuação máxima de 100 pontos na componente de disclosure

 

  • Aderimos como operadores de E&P, à iniciativa do The World Bank: “Zero Routine Flaring by 2030”.

 

  • Integramos nos processos de análise dos investimentos e de forma transversal na Organização, um preço de referência para o carbono.

 

  • Implementamos projetos de eficiência energética na nossa Empresa e nos nossos clientes: projeto de conversão das refinarias; projeto TOP REF (Sines); programa de eficiência energética nas áreas de serviço (Ecoposto); projetos Galp Soluções de Energia.

  

  • Desenvolvemos soluções de mobilidade sustentável: projeto Gás Natural Veicular (GNV); implementação de postos de carregamento elétrico; projeto Living Lab Galp-Toyota; incentivos para o uso de veículos GPL Auto; Galpshare; formação e sensibilização a clientes, colaboradores e parceiros de negócio.

 

  • Produzimos energia com baixa intensidade carbónica e diversificámos o nosso portefólio: cogerações a gás natural; Ventinveste (parques eólicos); Parkalgar (energia fotovoltaica); produção de matérias-primas para biocombustíveis (Belém, Brasil); Enerfuel (fábrica de produção de biocombustíveis de 2.ª geração).

 

  • Estabelecemos metas para o indicador CO2/CWT de forma a nos posicionarmos, com cada uma das nossas refinarias, abaixo do benchmark do setor. A refinaria de Matosinhos já atingiu a performance do top ten setorial em 2014.
  • Dispomos de certificação energética segundo a norma ISO 50001:2011 das refinarias de Sines e Matosinhos.

 

  • Caracterizamos os riscos definimos planos de adaptação às alterações climáticas, tendo em vista a segurança das instalações e a segurança do abastecimento.

 

  • Obtivemos a certificação International Sustainability Carbon Certification (ISCC), de acordo com a Diretiva Europeia de Energias Renováveis (RED), dos nossos parques de armazenagem em Gijón e Valência.

 

  • Apoiamos institutos, centros de investigação e consórcios relativamente à produção de biocombustíveis.

 

  • Participamos no Energy and Climate Issue Group, e nas Emission Trading System e Energy Efficiency Task Forces, assim como no Automotive Fuels Issue Group, na associação Europeia do setor FuelsEurope.

 

  • Participamos no Methane Workshop organizado pela IPIECA e pela Oil and Gas Climate Initiative (OGCI) e integramos a  Methane Task Force daIPIECA/IOGP.
  • Daremos continuidade à implementação da estratégia para as alterações climáticas da Galp.

 

  • Temos em curso um programa estratégico que definirá o footprint da Galp nas novas energias.

 

  • Iremos rever a Política para as Alterações Climáticas, considerando a evolução do contexto e os desafios de médio e longo prazo (2016).

 

  • Produziremos biodiesel de 2.ª geração através da tecnologia de co- processamento HVO na refinaria de Sines (2020).

 

  • Providenciaremos formação internamente e a parceiros nas atividades de logística, relativamente a situações anormais resultantes das alterações climáticas (até 2017).

 

  • Implementaremos cinco projetos de eficiência energética em clientes de gás natural (em dois hotéis, numa instituição particular de solidariedade social e num centro comercial e desportivo) (2016).

 

  • Reforçaremos a comunicação dos serviços Galp de eficiência energética para pequenas e médias empresas (tais como o diagnóstico à iluminação e a otimização do fator de potência) (2016).

 

  • Realizaremos cinco ações de formação a clientes em eficiência energética, no âmbito do Galp ProEnergy (2016).

 

 

3. Inovação, investigação e desenvolvimento e promoção de tecnologias eficientes

Objetivos Estratégicos > Linhas de Orientação

  • Assegurar que a estratégia de inovação e investigação inclui áreas de atuação relacionadas com as alterações climáticas.
  • A companhar as tecnologias emergentes e compreender o impacto no negócio e nos diferentes mercados.
  • Promover a investigação e maximizar a produção de biocombustíveis.
  • Promover a investigação, desenvolvimento e implementação de serviços e soluções inovadoras, visando a melhoria da eficiência energética nas operações, nos clientes e parceiros.

Medidas

  • Alocar ao plano estratégico de I&D para as atividades de E&P no Brasil um budget específico para o desenvolvimento de projetos relacionados com a eficiência energética e com a mitigação das emissões de gases com efeito de estufa (GEE).
  • Acréscimo anual de 5% de clientes com acesso a ofertas de eficiência energética (green customers) face ao ano anterior.
  • Estabelecer parcerias com a comunidade científica e tecnológica nacional e internacional para a realização de projetos específicos de eficiência energética e mitigação das emissões de GEE, nomeadamente:
    – programa Galp 20-20-20;
    – formação avançada (doutoramentos) aos colaboradores da Galp Energia;
    – em áreas específicas relacionadas com a eficiência energética e mitigação de emissões.
  • Através da implementação do programa Galp 20-20-20, atingir uma redução de 10% a 15% do consumo de energia (relativamente ao baseline antes do projeto).
  • Produzir matérias-primas para biocombustíveis, nomeadamente óleo de palma (Brasil – projeto Belém).
  • Produzir biodiesel:
    – a partir de matérias-primas residuais não-alimentares (Portugal – projeto Enerfuel);
    – de segunda geração através da tecnologia de coprocessamento de óleo vegetal hidrotratado (HVO) (Portugal – Refinaria de Sines).
  • Atingir, em 2020, os 10% de substituição por fontes de energia renovável (FER) nos combustíveis para os transportes rodoviários, garantindo um mínimo de 60% de redução das emissões de GEE no ciclo de vida.
4. Antecipação de tendências e expectativas de stakeholders no âmbito da energia e clima

Objetivos Estratégicos > Linhas de Orientação

  • Assegurar a inclusão do tema “alterações climáticas” no processo de envolvimento e acompanhamento das expectativas dos stakeholders relevantes.
  • Antecipar o impacto das tendências do sector e criar uma participação ativa em processos de decisão política, no âmbito das alterações climáticas.
  • Monitorizar e comunicar a pegada de carbono da Galp Energia e promover a adoção de práticas que minimizem as respetivas emissões.

Medidas

  • Participar em grupos de trabalho e discussão de novas normas/regulamentos/leis para antecipar tendências e assegurar o cumprimento de todas as novas exigências legais [por exemplo, CONCAWE (ADH – Marine Fuels; ADH – Aviation Fuels), Europia, APETRO, Comissão Sectorial de Normalização para GN no sector dos transportes, etc.].
  • Realizar análise de materialidade das categorias a incluir na pegada de carbono (incluindo âmbito 3 – upstream e downstream).


Atualizado em: 19 Abr 2016

Ação Galp Energia

+ informação »

 

Conferência Desafios da Descarbonização

 

 

Indicadores de Sustentabilidade

 

Consulte os nossos relatórios

 
= igual a