Você está aqui: Início > Sustentabilidade > Energia e Clima > Pegada de Carbono
     
  fechar
partilhar
 
fechar
 

Pegada de Carbono  
 

Promovemos o uso eficiente da energia, a integração dos processos e das tecnologias, a seleção de combustíveis que minimizem as emissões atmosféricas e a aplicação, sempre que possível, das melhores tecnologias que evitem a emissão de poluentes.

A minimização da pegada de carbono, em particular por via da redução das emissões e da intensidade carbónica das operações, constitui um desafio, sobretudo num contexto de expansão das atividades. Neste sentido monitorizamos a pegada de carbono de forma regular e sistemática, considerando a sua evolução aquando da definição da estratégia, dos objetivos e metas.

 

Pegada de Carbono 2016

 

 

 

 

 

  

 Notas:

 

t CO2e - toneladas de dióxido de carbono equivalente

 

O reporte no ano de 2016, foi realizado tendo em conta os seguintes pressupostos:

 

1) Foram considerados os Global Warming Potential (GWP) for 100-year time horizon. Fonte: IPCC Fourth Assessment Report (AR4)

2) Inclui as emissões totais de Gás Flaring  (Routine e Non-Routine).

 

 

Para fazer download da tabela da Pegada de Carbono da Galp, clique aqui.

Consulte os indicadores de desempenho ambiental da Galp, aqui.

 

 

 Nota Metodológica:

 

A Pegada de Carbono da Galp é anualmente elaborada segundo o quadro metodológico estabelecido pelo The GreenhouseGas Protocol – Corporate Accounting and Reporting Standard, complementado pela respetiva adaptação sectorial promovida pela International Petroleum Industry Environmental Conservation Association (IPIECA) – Compendium of Greenhouse Gas Emissions Methodologies for the Oil and Gas Industries.

Foram utilizados os Global Warming Potentials calculados no Fourth Assessment Report (AR4) do IPCC.

Nas atividades da Galp Energia, em matéria de emissões atmosféricas diretas, as instalações industriais – e mais concretamente as refinarias – constituem os ativos da cadeia operacional com maior relevância.

 

Com efeito, à atividade de refinação está subjacente o consumo intensivo de energia. As instalações têm vindo a privilegiar o consumo de combustíveis mais limpos, o que tem conduzido, de forma contundente, à redução das emissões atmosféricas e à preservação da qualidade do ar.  

 

Aqui apresentamos os dados relativos às emissões atmosféricas cujo controlo operacional é da Galp Energia.

 

A Galp Energia está comprometida em melhorar progressivamente do seu desempenho no que diz respeito às emissões de CO2. Nos últimos anos tem-se verificado um importante progresso nos últimos anos, relativamente às emissões de CO2, demonstrando o custo-eficácia do atual esquema europeu de comércio de carbono como estímulo à redução das emissões.  

    Também o projeto de conversão das refinarias, terminado em 2012, potencia a redução de emissões de poluentes atmosféricos, uma vez que vai permitir a produção adicional de gasóleo de hidrocracker. Este combustível, face ao gasóleo tradicional, induz a redução das emissões de poluentes atmosféricos com origem nos transportes rodoviários, que estão:

     

    • na origem de uma parte significativa das emissões nacionais de gases com efeito de estufa;

       

    • relacionados de forma direta com a qualidade do ar nas áreas urbanas.

 

 

 

 

O consumo de combustíveis para queima interna com inferior teor de enxofre, quer pela redução do teor de enxofre do fuel, quer pela queima de gás natural e fuel gás em detrimento de combustíveis líquidos, levou, nos últimos anos, à redução das emissões de dióxidos de enxofre para a atmosfera. Para além disso, as refinarias têm unidades de recuperação de enxofre, evitando que o mesmo seja emitido para a atmosfera aquando da queima dos combustíveis.

  

 

 

Os investimentos efetuados nas refinarias, concretamente a implementação de queimadores de baixo NOx, que constituem melhores técnicas disponíveis, têm minimizado as emissões e por conseguinte do impacto na qualidade do ar. Contudo, inerente ao consumo de combustíveis mais limpos está a emissão de NOx, o que explica o aumento das emissões.  

 

 

 

 

A instalação de precipitadores electrostáticos (melhor técnica disponível), que exigiu avultados investimentos, e a utilização de combustíveis mais limpos são também importantes contributos para a redução das emissões de partículas e do impacto da Galp Energia na qualidade do ar. 

 

Em matéria de mitigação do efeito de estufa é de salientar a estratégia de redução das emissões de CO2, nomeadamente através das apostas na eficiência energética e no consumo de combustíveis com inferior teor de carbono, conforme expresso na estratégia de combate às alterações climáticas da Galp Energia. 

 

Concretamente no que respeita às refinarias, a Galp Energia publica anualmente Data Books de Segurança, Saúde e Ambiente, que contêm informação detalhada sobre os resultados das monitorizações em contínuo.

Dando continuidade ao compromisso assumido em 2011, a Galp Energia procedeu, também em 2012, ao cálculo da respetiva pegada de carbono. O apuramento desta informação tem especial importância, pois permite rastrear e analisar as fontes de emissão de CO2 da Empresa. 

Resumo de emissões em 2013

Unidade: tCO2e

 A1

A2

A3

Total 2013

% sem uso Produtos

Total SEM uso de produtos

4.418.633

153.504

369.413

4.699.557

100

Total COM uso de produtos

4.418.633

154.504

31.128.219

35.431.362

-

E&P (operados)

4.088

0

0

4.088

0,1

Refinação

3.696.377

125.416

0

3.821.793

83,3

Power

185.975

46

0

186.021

4,0

Aprovisionamento & Logística

4.781

8.125

352.269

365.175

7,8

Distribuição & retalho (Oil)

0

18.997

42.372

61.369

1,3

Distribuição e Comercialização (Gas)

 241.263

223

0

241.486

 5,1

Outros

 10.626

1.677

1.732

14.035

 0,3

Biocombustiveis

5.523

25

40

5.589

0,1

Uso de produtos

 0

0

30.731.805

30.731.805

-

E&P (não-operados)

182.772

0

0

182.772

 

Limites da pegada de carbono em 2013

 



Atualizado em: 20 Fev 2017

Ação Galp Energia

+ informação »

 

 

Indicadores de Sustentabilidade

 

Consulte os nossos relatórios

 
= igual a