Você está aqui: Início > Sobre nós > ... > Gás Natural > Distribuição
     
  fechar
partilhar
 
fechar
 

Distribuição 
 

Em Portugal, a Galp participa em nove distribuidoras de gás natural, cinco das quais operam ao abrigo de contratos de concessão, enquanto as restantes operam através de licenças.

Cada operador de rede de distribuição detém uma concessão exclusiva de longo prazo para a sua área de operação, estando a rede de distribuição ligada à rede de alta pressão.

 

Nas áreas em que a construção da rede de alta pressão não era economicamente viável foram criadas redes autónomas de distribuição de gás, suportadas em unidades autónomas de regaseificação (UAGs). As UAGs são abastecidas por camiões-cisterna a partir do terminal de GNL e possuem redes de distribuição regional para o abastecimento dos seus clientes.

Na sequência da transposição para o mercado nacional da diretiva comunitária sobre a liberalização do mercado do gás natural, as atividades de comercialização foram separadas das atividades de exploração das infraestruturas de distribuição.

Em 2008 tornou-se efetiva a regulação da atividade de distribuição de gás natural em Portugal, tendo sido assinados os contratos de concessão entre o Estado português e as sociedades distribuidoras da Galp.

 

Os contratos estipulam as regras aplicáveis às atividades de distribuição e de comercialização de gás natural por um período de concessão de 40 anos, a partir de 1 de janeiro de 2008. Ao abrigo destes contratos, e com o objetivo de assegurar o equilíbrio económico e financeiro da concessão, o Estado português assegura à concessionária a remuneração da atividade concessionada, assim como a reavaliação dos ativos da concessão à taxa de inflação, no início de cada período de regulação.

 
As distribuidoras da Galp transportam, nas suas infraestruturas, cerca de 1,4 bcm de gás natural anualmente. Em 2016, a Galp operava uma rede de distribuição com mais de 12.700 km.

 

 

 

Modelo de remuneração

A ERSE, entidade reguladora do mercado da energia em Portugal, estabelece as regras de remuneração de todas as atividades reguladas no setor da energia. Os proveitos permitidos, que servem de base ao cálculo das tarifas da atividade de distribuição de gás natural, resultam da função do custo de capital dos investimentos feitos e, da recuperação dos custos operacionais e de ajustamentos, nomeadamente o desvio tarifário. O custo de capital é calculado como o produto da base de ativos regulados pela taxa de remuneração fixada pelo regulador, acrescido das amortizações daqueles ativos. O desvio tarifário é definido como a diferença entre os proveitos permitidos estimados para o ano n-2 e os proveitos reais no mesmo período. O cálculo da taxa de remuneração é efetuado tendo em consideração a média da yield das obrigações a 10 anos emitidas pelo Estado português. 

 

 

Concessões de distribuição de gás natural em que a Galp participa

Mapa 

Empresa 

Âmbito concessão 

% Galp

Km's de rede

Volume GN (bcm) 

Lisboagás

 

 

Concessionária para distribuição de gás natural em 16 concelhos do distrito de Lisboa  

 100

 

 

 4.473

 

 

 399

 

Lusitaniagás

   

 

Concessionária para distribuição de gás em 38 concelhos da região do litoral centro

96,8

 

    

3.335

 

    

689

   

Beiragás

 

 

Concessionária para distribuição de gás natural em 59 concelhos da região centro interior 

59,5

  

 

799

 

 

 76

   

 

Tagusgás

 

 

 

Concessionária para distribuição de gás em 38 concelhos da região do Vale do Tejo 

  

 41,3

 

  

 

 844

  

 

 

 104

  

 

 

Setgás

 

 

 

Concessionária para distribuição de gás em 10 concelhos da zona sul de Portugal  

 

99,9 

 

 

 

 2.102

 

 

 

161

 

 

 

Duriensegás

  

 

 

Unidade autónoma de distribuição de gás com licença para distribuição em 4 concelhos na região do Douro, no norte do país

 100 

 

 

 

 469

 

 

 

 18

 

 

 

Paxgás

 

 

 

Unidade autónoma de distribuição

de gás com licença para distribuição no distrito de Beja

100

 

 

 

 65

 

 

 

1

  

 

 

 

  

 

Medigás

 

 

 

Unidade autónoma de distribuição de gás com licença para distribuição no distrito de Faro

 

100

 

  

 

261

  

 

 

8

 

 

 

 

  

 

Dianagás

 

 

 

Unidade autónoma de distribuição de gás com licença para distribuição no distrito de Évora

100

 

  

 

184

  

 

 

7

 

 

 

Para informações adicionais sobre o negócio de infraestruturas reguladas de gás natural, por favor clique aqui.

 



Atualizado em: 15 Mar 2017

Ação Galp Energia

+ informação »
 
= igual a