Você está aqui: Início > Investidor > ... > Fundamentos da engenharia do petróleo > Origem e composição do petróleo
     
fechar
partilhar
 
fechar
 

Origem e composição do petróleo 
 

O petróleo resulta da decomposição, ao longo do tempo, de matéria orgânica - resíduos vegetais e animais marinhos, entre outros. Esta matéria orgânica vai-se transformando à medida que é exposta a diferentes pressões e temperaturas, dependendo da profundidade a que se encontra.

http://portalbo.oil.galpenergia.corp/PT/investidor/ConhecerGalpEnergia/Os-nossos-negocios/Exploracao-Producao/fundamentos-engenharia-petroleo/Documents/FlashOK_Origem_620x320.swf

 

 

Com o passar do tempo as deposições de matéria orgânica vão sendo sujeitas a um aumento de temperatura e pressão, originado pelo peso das camadas de sedimentos depositadas por cima. A transformação da matéria orgânica está assim dividida em quatro fases distintas:

O petróleo é composto por uma complexa mistura de hidrocarbonetos. A composição química do petróleo-tipo é: 14% de parafinas normais; 30% de parafinas cíclicas; 10% de resinas e asfaltenos; 16% de parafinas ramificadas e 30% de aromáticos.


O petróleo está sujeito a um conjunto de movimentações, desde a sua origem até à formação de reservatórios, a que se dá o nome de migrações.

Migração primária

A rocha-mãe é uma rocha sedimentar na qual se dá a transformação da matéria orgânica. Com o aumento da pressão e fratura da rocha-mãe, o petróleo flui para as formações geológicas superiores. Chama-se a isto migração primária. Após a saída do petróleo e consequente diminuição da pressão da rocha-mãe, as fraturas são novamente fechadas.

Migração secundária

Após a migração primária, o petróleo movimenta-se através de formações permeáveis até encontrar uma formação impermeável ou armadilha. A esta movimentação dá-se o nome de migração secundária.


A armadilha consiste na presença de uma camada rochosa selante de baixa permeabilidade que impede migração de petróleo até à superfície, sobreposta a uma rocha reservatório que pode ou não conter acumulação de petróleo. As armadilhas podem ser classificadas como estruturais ou estratigráficas. As armadilhas estruturais são originadas por deformação estrutural da litologia, enquanto que as armadilhas estratigráficas são causadas por uma alteração de litologia em que rochas selantes, tais como o xisto, se depositam sobre a rocha reservatório.



Atualizado em: 02 Jun 2011

Ação Galp Energia

+ informação »
  Atualizações RSS subscrever »
  Alertas Email subscrever »
 
= igual a