Você está aqui: Início > Investidor > ... > Cogeração > Cogeração
     
  fechar
partilhar
 
fechar
 

Cogeração  
 

Cogeração

A oferta atual concentra-se na atividade de produção e comercialização de energias elétrica e térmica (vapor e água quente), oferecendo aos clientes industriais soluções que potenciam a redução de custos de energia e que libertam capacidade de investimento

Ativos

Os ativos detidos neste negócio incluem quatro centrais de cogeração: Carriço cogeração, Sinecogeração, Portocogeração e Agroger com uma potência instalada superior a c.250 MW.

Em 2013, estas centrais tiveram uma produção de energia elétrica de 1.906 GWh e um consumo de gás natural de 527 mm³, o que confere à  Galp Energia o estatuto de um dos principais clientes industriais de gás natural em Portugal. Atualmente, estas centrais são a única fonte de geração de energia elétrica da Galp Energia sujeita a produção em regime especial, ou seja, com acesso prioritário à rede e venda a uma tarifa regulada.

Investimentos

Com o objetivo de melhorar a eficiência energética das duas refinarias do país, a Galp Energia construiu duas centrais de cogeração - Sinecogeração e Portcogeração - localizadas nas refinarias de Sines e do Matosinhos, respetivamente, cada uma com uma capacidade instalada de 82 MW.

 

O desenvolvimento das centrais de cogeração enquadra-se na modernização tecnológica do aparelho refinador da Galp Energia. As duas centrais vão possibilitar o aumento da fiabilidade no fornecimento de energia elétrica e vapor às refinarias, a redução de custos e o licenciamento ambiental das instalações em termos do cumprimento da Diretiva das Grandes Instalações de Combustão (GIC).

 

As centrais de cogeração das refinarias de Sines e do Matosinhos são as maiores do país, o que coloca a Galp Energia no primeiro lugar da utilização de tecnologia de cogeração em Portugal.

A Carriço cogeração iniciou a sua atividade operacional em março de 2004. É detida em 65% pela Galp Energia e os restantes 35% são detidos pela EDP

O seu principal cliente é a Renoeste, uma unidade de processamento de sal localizada no Carriço, Pombal. Esta central possui uma turbina a gás com uma potência elétrica de 32 MW e uma caldeira de recuperação de calor com uma capacidade máxima de 43 MW de produção de água quente.

 

Desde a entrada em funcionamento, a central tem tido uma produção anual superior a 200 GWh de energia elétrica e superior a 300 GWh de energia térmica e um consumo superior a 60 mm³ de gás natural.

 

Em 2007 foi instalado um sistema de arrefecimento evaporativo do ar de admissão à turbina na central de cogeração, que permitiu aumentar a produção da central de cogeração, maximizar a eficiência da turbina e diminuir os níveis de emissão de COe NOx, melhorando o desempenho ambiental da central.

Powercer

A central de cogeração da Powercer iniciou a sua atividade em 2004, tendo como cliente de energia térmica a Sociedade Central de Cervejas, detentora de uma unidade industrial de produção e comercialização de cerveja, refrigerantes e águas localizada em Vialonga, Vila Franca de Xira

Esta central de cogeração é detida a 70% pela Galp Energia e os restantes 30% são detidos pela Finerge. Desde a entrada em funcionamento, cumpriu os desempenhos contratados, nomeadamente a potência elétrica, o consumo específico de combustível e a produção de vapor e emissões.

 

A central de cogeração possui uma turbina a gás com uma potência elétrica de 7,2 MW e uma caldeira de recuperação de calor com uma capacidade máxima de 30 t/h de produção de vapor. A central tem tido um desempenho muito satisfatório, realizando uma produção anual de mais de 40 GWh de energia elétrica e de cerca de 120 GWh de energia térmica e consumindo cerca de cerca de 16 mm³ de gás natural.

 

No plano da qualidade, a Powercer, S. A. tem mantido ininterrupto o abastecimento à Sociedade Central de Cervejas suprindo com sucesso os cortes de energia da própria rede e garantindo a fiabilidade no fornecimento de energia elétrica.

 

Na sequência da experiência positiva obtida na Cogeração do Carriço, foi instalado na central de cogeração da Powercer um sistema de arrefecimento evaporativo do ar de admissão à turbina. Com este sistema, prevê-se um aumento da produção elétrica e da eficiência da instalação.

 

A empresa Energin, S. A. - Sociedade de Produção de Electricidade e Calor - é uma sociedade detentora de uma central de cogeração cuja atividade principal é a produção, sob a forma de cogeração, e a venda de energias elétrica e térmica

O projeto Energin, S. A. insere-se na otimização energética da Solvay Portugal – Produtos Químicos, S. A., proprietária de um complexo fabril na Póvoa de Santa Iria, concelho de Vila Franca de Xira. A central de cogeração é detida em 65% pela EDP e os restantes 35% são detidos pela Galp Energia.

 

Esta central iniciou a sua atividade operacional em março de 2002. Desde a entrada em funcionamento, cumpriu as obrigações contratuais com o cliente, nomeadamente a potência elétrica, o consumo específico de combustível e a produção de vapor e emissões.

 

A central de cogeração possui uma turbina a gás com uma potência elétrica de 42 MW e uma caldeira de recuperação de calor com uma capacidade máxima de 120 t/h de produção de vapor. Desde a entrada em funcionamento, a central tem tido desempenhos muito satisfatórios, realizando uma produção anual de cerca de 300 GWh de energia elétrica e de cerca de 600 GWh de energia térmica e consumindo cerca de 90 mm³ de gás natural.

 

Sinecogeração

A construção da central de cogeração na refinaria de Sines foi iniciada em 2006 e entrou em funcionamento em outubro de 2009. Esta central é detida a 100% pela Galp Energia

A central de cogeração insere-se no complexo industrial da refinaria de Sines, que será o seu principal cliente no fornecimento de energia térmica sob a forma de vapor e que beneficiará do acréscimo de fiabilidade no fornecimento de energia elétrica às unidades industriais.

 

O desenvolvimento deste projeto de cogeração representa uma melhoria no desempenho operacional da refinaria de Sines e uma significativa redução dos custos de funcionamento. Os principais objetivos são:

  • Eficiência energética: Melhoria dos índices de Intensidade Energética da refinaria de Sines;
  • Impacto ambiental: Redução das emissões de SOx e NOx da refinaria de Sines, permitindo o licenciamento ambiental e o cumprimento da Diretiva das GIC;
  • Fiabilidade: Aumento da fiabilidade no fornecimento de energia elétrica e de vapor à refinaria de Sines;
  • Modernização tecnológica: Upgrade da fábrica de utilidades da refinaria de Sines, de acordo com as melhores práticas do setor.

A central de cogeração possui duas turbinas a gás com uma potência elétrica conjunta de 80 MW e duas caldeiras de recuperação de calor com uma capacidade máxima de 250 t/h de produção de vapor.

 

Em 2012, a cogeração da refinaria de Sines produziu 641 GWh de eletricidade e 1,8 toneladas de vapor, e funcionou com uma disponibilidade de 90%, ainda que influenciada pelas paragens planeadas e não planeadas na refinaria em que está instalada. Ao longo do ano, a central de cogeração consumiu 233 mm³ de gás natural. 

Portcogeração

A construção da central de cogeração da refinaria de Matosinhos foi iniciada em 2009 e entrou em funcionamento no final de 2012. Esta central de cogeração é detida a 100% pela Galp Energia

A central de cogeração insere-se no complexo industrial da refinaria de Matosinhos, que será o seu principal cliente no fornecimento de energia térmica sob a forma de vapor e que beneficiará do acréscimo de fiabilidade no fornecimento de energia elétrica às unidades industriais.

 

O desenvolvimento do presente projeto de cogeração representa uma melhoria no desempenho operacional da refinaria e uma significativa redução dos custos de funcionamento. Os principais objetivos são:

  • Eficiência energética: Melhoria dos índices de intensidade energética da refinaria de Matosinhos;
  • Impacto ambiental: Redução das emissões de SOx e NOx da refinaria de Matosinhos, permitindo o licenciamento ambiental e o cumprimento da Diretiva das GIC;
  • Fiabilidade: Aumento da fiabilidade no fornecimento de energia elétrica e de vapor à refinaria de Matosinhos;
  • Modernização tecnológica: Upgrade da fábrica de utilidades da refinaria de Matosinhos, de acordo com as melhores práticas do setor;
  • Acesso às redes elétricas e de gás natural: Aumento da capacidade de interligação às redes elétrica e de gás natural, com benefícios para o plano de conversão da refinaria.

A central de cogeração possui duas turbinas a gás com uma potência elétrica conjunta de 80 MW e duas caldeiras de recuperação de calor com uma capacidade máxima de 260 ton/h de produção de vapor.

 

A cogeração da refinaria de Matosinhos, que está na fase de trial-run, produziu, em 2012, 36 GWh de eletricidade, um valor que aumentará em 2013 quando o projeto estiver a operar a pleno.



Atualizado em: 05 Nov 2014

Ação Galp Energia

+ informação »
  Atualizações RSS subscrever »
  Alertas Email subscrever »
 
= igual a